Prefeito de Goiatins se defende de acuações da CPI e acusa presidente da Câmara de desviar recursos

O prefeito de Goiatins, Neodir Saorin (PSDB), enviou, nesta segunda-feira, 14, nota ao CT rebatendo as acusações de fraudes em licitações dos vereadores da cidade. Segundo o prefeito, as acusações que foram investigadas pelo Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) teriam sido fruto de manobras políticas do presidente da Câmara Municipal, Vinícius Donnover (PSD), e do vice-presidente, José Kárcer. Ainda segundo o prefeito, os dois vereadores estariam tentando assumir a gestão dos recursos disponíveis nas contas do Município.

Neodir Saorin foi alvo de uma CPI que investigou supostos atos de improbidade administrativa que teriam sido cometidos por ele, entre eles o uso de notas fiscais falsas, clonadas e supostos pagamentos por serviços que não foram executados. Saorin ficou 60 dias afastado do cargo e retornou à prefeitura no final de outubro por meio de uma decisão liminar. Na quinta-feira, 10, foi instaurada uma Comissão Processante, que será responsável por julgar, em até 90 dias, o impeachment do prefeito.

Saorin afirma, na nota, que encaminhou à Polícia Federal (PF) e ao Ministério Público Federal (MPF-TO) denúncias sobre fraudes em licitações, desvio de verba e não pagamento de ao INSS que teriam acontecido durantes os dois meses em o presidente da câmara, Vinícius Donnover, esteve a frente da prefeitua. “O vereador Vinícius deixou de pagar ao INSS aproximadamente R$ 450 mil, bem como deixou de enviar os relatórios bimestrais de prestação de contas para os Órgãos competentes, o que gerou o bloqueio de repasses do FPM”, disse o prefeito.

Saorin se defende das acusações da CPI ressaltando que todas as empresas citadas pelos vereadores já concederam declarações que confirmam as aquisições dos produtos e dos serviços tratados. Além disso, o prefeito acusa o presidente da Câmara de querer "a todo custo" afastá-lo da gestão para suspostamente continuar a desviar dinheiro do município para contas particulares. “Vinícius Donnover esteve à frente da gestão do Município por dois meses e sua única intenção é continuar a desviar recursos públicos dos cofres de Goiatins, única coisa que fez enquanto geriu a Prefeitura”, disparou Saorin.

Outra acusação feita por Neodir Saorin é de que alguns vereadores teriam recebido dinheiro desviado da prefeitura por Donnover. “Posso citar três licitações fraudadas para legitimar o desvio de verbas destinadas ao custeio de merenda escolar, de aquisição de material elétrico e de aquisição de material de construção”, ressaltou o prefeito. De acordo com Saorin, as licitações somariam um desvio de aproximadamente R$ 150mil.

Clique aqui
 e confira nota na íntegra


Fonte: Portal CT

Nenhum comentário