ASSALTO AO BANCO DO BRASIL: GTA recupera mais de R$ 350 mil e um assaltante é morto


Buscas aos assaltantes da agência do Banco do Brasil continuam no interior de Carolina

Fotos:Flávio Aires e Diego Nascimento
dinheirobb-01
GTA recupera aproximadamente R$ 350 mil deixados na mata por assaltantes
Mais de trinta policiais militares e civis em ação. Uma unidade do GTA – Grupo Tático Aéreo - EC145 , da PMMA. Três dias de buscas. Um assaltante morto na perseguição policial ainda no dia do assalto, nas proximidades do povoado Taboquinha– Jeferson Carvalho da Costa, 30 anos, natural da cidade do Presidente Dutra – e mais de R$ 340 mil recuperados no final da tarde de sábado (31) em sacos de fibra. Aprendidos um Fuzil 762, um carregador de fuzil 556 e três motos, sendo uma de Buriticubu (NXE7023), uma Carolina (NNC0590) e uma Honda Bross (NXB6877). Alguns suspeitos detidos na Delegacia de Carolina. O caso do assalto ao Banco do Brasil em Carolina, na última sexta-feira, dia 30, parece está chegando ao final.

As investigações e a perseguição aos assaltantes iniciaram imediatamente após a fuga da quadrilha rumo à cidade de Goiatins (TO). Pressionados pela barreira formada por policiais do Tocantins na estrada Carolina-Goiatins, os marginais se esconderam na mata na região do Rio Manoel Alves Grande.

No primeiro momento, as investigações foram assumidas pelo delegado regional Eduardo Galvão, de Balsas, que veio com o Grupo de Operações Especais (GOE), de Balsas, apoiar as operações da equipe do delegado local Sidney Oliveira, o qual foi responsável pelos agentes que balearam e mataram o assaltante Jeferson Carvalho. No segundo momento, veio à Carolina o comandante do 4º BPMA, de Balsas, coronel Alves, e o major Ismael, de Estreito, para auxiliarem as operações de buscas aos assaltantes.
gta-01
Helicóptero do GTA em operação na região do Povoado Taboquinha

A equipe do GTA, comandada pelo capitão Anildo, foi responsável pela localização e recuperação de aproximadamente R$ 350 mil deixados pelos assaltantes na mata. Segundo informações do capitão Hailton Nascimento, comandante da 2ª Companhia de Policiamento de Carolina, os marginais procuraram guarita nas casas dos moradores da região, mas não foram bem recebidos e permanecem escondidos nas proximidades do povoado Taboquinha.

O delegado Sidney Oliveira não quis informar os nomes dos suspeitos detidos, segundo ele, para não atrapalhar as investigações. Mas informa que os assaltantes permanecem cercados e podem ser presos a qualquer momento.

Capitão Nascimento informou ainda, corrigindo informação divulgada anteriormente, que seis homens participaram do assalto e que após a morte de um dos meliantes, a polícia está na perseguição de cinco assaltantes. O comandante não informou quando a operação será finalizada. (Texto atualizado às 16:15)

Fonte: Maranhão News