Cabo que ficou paraplégico após troca de tiros passa por dificuldades: QCG diz que tomou providências


Sherlyton Ribeiro

O Cabo da Polícia Militar, João Carlos Leite de Araújo, conhecido como Cabo Leite, tem passado por sérias dificuldades financeiras porque ainda não ganhou direito a aposentadoria. A informação é da esposa do militar,Rita Alves, que informou que falta de apoio do Comando Geral e das autoridades. O Cabo Leite está paraplégico desde 2009, após troca de tiros com bandidos na cidade de Campos Lindos. Em nota, a PM informou que todas as providências para o processo de aposentadoria que são da competência da Corporação já foram tomadas e o processo tramita em regime de urgência nos órgãos suplementares.

Dona Rita Alves de Araújo, esposa do cabo da Polícia Militar, João Carlos Leite de Araújo, o Cabo Leite, que está paraplégico desde 2009 quando foi atingido por dois disparos na cidade de Campos Lindos entrou em contato com o Site Roberta Tum para pedir ajuda e reclamar do tratamento dado pelo Comando Geral da PM ao marido.

Segundo informações de dona Rita, seu esposo, atingindo durante um confronto entre militares e bandidos que invadiram a delegacia da cidade enquanto ele trabalhava, foi abandonado pelo poder público e pelo Comando da PM. “Meu esposo foi abandonado, teve sua promoção indeferida pela comissão da PM que analisou o caso e até hoje não conseguiu se aposentar”, reclamou.

Veja a máteria completa no site Roberta Tum