Presidente da Regional do Sintet em Araguaína, é encontrado morto em sua casa


O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (sintet) em Araguaína, Fabriciano Borges, 38 anos, foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira, 8, em sua residência no Setor Raizal, na cidade de Araguaína.

De acordo com informações colhidas no local pela reportagem do Portal O Norte que neste momento acompanha os fatos, a empregada que trabalhava em sua casa foi a primeira pessoa a vê-lo morto. Fabriciano, foi encontrado enforcado no chão com uma corda no pescoço tendo ainda os pés amarrados com um cinto e fios de energia e as mãos atadas com um fio de extensão de energia e estava vestido apenas com uma roupa íntima.

Segundo o delegado da Polícia Civil, Fernando Rizério Jayme, que está acompanhando o caso, foi encontrado sobre o corpo de Fabriciano, um envelope de cor amarela onde estava escrito a palavra "Cagueta", e que o mesmo continha documentos, que a polícia ainda irá investigar.

Representantes do Sintet que estiveram no local do assassinato, afirmaram que Fabriciano foi visto vivo pela última vez na noite dessa quarta-feira, 07, quando participou de uma reunião do Sindicato.

Até o momento, a polícia não indentificou suspeitos do crime. De acordo com amigos, Fabriciano não teria comentado nada sobre qualquer ameaça ou prováveis inimigos. Fabriciano Borges era solteiro, morava sozinho e não tinha filhos.

Com informações de Portal Onorte