Justiça marca para segunda-feira julgamento de ex-prefeito de Campos Lindos

Ex-prefeito Gilson Alves é acusado de ser mandante do assassinato do também ex-prefeito de Campos Lindos, Deusimar Soares Santana, em 2003. Júri acontece segunda-feira,29, em Araguaína


Está marcado para segunda-feira, 22, no plenário do Ministério Público de Araguaína, o julgamento do ex-prefeito de Campos Lindos, Gilson Alves, acusado de ser o mandante do assassinato do também ex-prefeito Deusimar Soares Santana, em 2003.

De acordo com o advogado de acusação, Stephane Maxwell da Silva Fernandes, serão ouvidas cinco testemunhas de defesa. “Toda a acusação é feita com base em uma farta documentação que comprovam o envolvimento do acusado”, afirmou Maxwell

De acordo com a acusação, Deusima Santana – prefeito da cidade entre 2000 a 2004 -  investigava supostas irregularidade na administração do Gilson Alves, então prefeito da cidade. O autor do crime, Benedito de Souza Oliveira, que foi julgado e condenado à 18 anos foi solto em 2011.

De acordo com a sobrinha de Deusimar Santana, Sonaira Santana, o crime aconteceu em uma chácara a 18 km da cidade de Araguaína, na casa de um amigo de Deusimar.  Na ação, segundo as informações, os suspeitos utilizaram um carro Palio, cor cinza, com placa de São Paulo para chegar até a residência onde teria sido disparado um tiro de espingarda que atingiu o rosto do ex-prefeito.

Defesa alega inocência
O advogado de defesa do ex-prefeito Gilson Alves, Paulo Roberto da Silva, vai alegar a inocência de seu cliente. “Se existe uma injustiça neste processo é contra o ex-prefeito Gilson Alves. Ele não tem nenhuma participação no crime”, argumentou Paulo Roberto.

De acordo com a defesa o próprio Benedito de Souza Oliveira, condenado pela morte de Deusimar Santana, teria afirmado que não conhece o acusado e que nunca contratou nada com Gilson Alves.

Com informações do Portal T1 Notícias