Opinião Popular: Fim da greve municipal: sabores e dissabores

Um acordo firmado entre a categoria de educadores e a prefeitura municipal de Goiatins pôs fim à paralisação dos trabalhadores em educação que teve início na última sexta-feira, 26/04/2013.

Sabores:

Dentre as conquistas da classe podemos elencar:

- Reajuste de 7,97% para a adequação ao piso salarial nacional, já no vencimento de maio.

- Negociação do retroativo referente aos meses de janeiro a abril de 2013;

- Comprometimento da administração em efetuar o pagamento em dia certo e para todos da educação (40% e 60%).

- Proposição de uma força tarefa para resolver a situação dos servidores que aguardam aposentadoria;

- Ficou a certeza de que, apesar dos “pelegos”, ainda existem professores aguerridos que lutam por seus direitos e daqueles que não se dispôem a tal atitude.

Dissabores:

- Tivemos que abdicar de alguns pontos da pauta para podermos garantir outros;

- Ficaram algumas mágoas daqueles que estavam no movimento, arriscando redução de carga horária, remoção, suportando pressões e ameaças por parte de quem também será beneficiado com o “mel” colhido à custa de ferroadas;

- Ficou também a decepção dos grevistas em relação à falta de apoio de parte da comunidade que ainda não entende que educação de qualidade começa pela valorização dos educadores;

- O repúdio a um certo vereador que esperamos ter se arrependido da infeliz declaração feito a um portal de notícias da cidade;

- A tristeza de saber que alguns “companheiros” mais entusiasmados duvidaram da idoneidade de pessoas da comissão pelo fato de terem se rendido aos fatos e passarem a negociar de forma racional e não passional.

Peço a Deus que arranque qualquer tipo de ressentimento dos corações daqueles que estiveram direta ou indiretamente envolvidos no movimento.

Que Deus perdoe a falta de companheirismo de muitos.

Que o nosso Criador ilumine as mentes dos governantes pra não deixar que a educação caia no descaso.

Estamos todos nesse barco chamado educação. Caso esse barco afunde, afundaremos juntos.

Mas continuo com mesma frase martelando na minha cabeça:

“Não é digno de saborear o mel aqueles que se afastam da colmeia com medos das picadelas das abelhas”. William Shakespeare
                                                                                                           
                                                                                                               Professor Almecides Carvalho