Quadrilha tenta roubar caixa eletrônico de agência, foge e é presa após intensa perseguição policial

A tentativa de assalto aconteceu durante a madrugada de sexta-feira, 15, em Goiatins. Na fuga, uma das maçanetas do carro usado pelos criminosos foi danificada. Esse detalhe foi decisivo para a prisão do grupo

Foi presa, na madrugada desta sexta-feira, 15, em Araguaína, uma quadrilha acusada de tentar roubar um caixa eletrônico do Banco Bradeco na cidade de Goiatins, na região norte do Tocantins. André Luis Saboia Jorge (26 anos), Francisco Moreira da Silva (21), Arlison de Castro Parotivo (25), Renato Silva de Sousa (26) e Flavio Alves Ribeiro (23) foram detidos após perseguição policial.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), o grupo conseguiu explodir ocaixa da agência, mas as bananas de dinamite usadas não foram suficientes para danificar o compartimento do equipamento onde ficava o dinheiro. A tentativa de assalto aconteceu durante a madrugada de sexta. Os suspeitos estavam em um veículo Hyundai i30, de cor prata.

Na fuga, os bandidos acabaram danificando a maçaneta da porta dianteiro direta do veículo. Foi esse detalhe que ajudou os policiais a chegarem até a quadrilha. A PM passou a monitorar o grupo e foi informada que o carro com os assaltantes tinha acabado de atravessar o rio pela balsa de Palmeirantes e seguia em direção a Araguaína.

O veículo passou em alta velocidade pela barreira policial do Jacuba e passou a ser seguido pelas viaturas da PM. Após intensa perseguição, os bandidos foram detidos na Rua 12, no Setor Patrocínio. A polícia vistoriou o carro e realizou busca pessoal nos ocupantes, mas não encontrou armamentos. Além disso, os integrantes da quadrilha negaram ter praticado o crime.

Como o veículo tinha as mesmas características do carro utilizado na tentativa de roubo, com o detalhe da maçanete quebrada, os militares resolveram levar os cinco homens até o local do crime, onde eles foram reconhecidos por testemunhas. Arlison confessou que participou da ação, mas disse que ficou apenas dando apoio a cerca de1 km do local do ocorrido.



(Foto por Kelliton Costa)

Os integrantes da quadrilha alegaram ter jogado as armas e todo o material usado na ação, que estavam dentro de uma bolsa, em um matagal antes da entrada de Araguaína, próximo ao Jacuba. A polícia não conseguiu encontrá-la.

A quadrilha recebeu voz de prisão e foi levada para a Delegacia de Plantão, onde os integrantes autuados por tentativa de roubo. 

Com informações de Rede TO