Em Goiatins: Ministério Público realiza audiência pública para ouvir a população

Com o objetivo de ouvir a população de Goiatins, o Ministério Público do Tocantins (MPE) promoveu uma audiência pública, para tratar de assuntos como segurança pública, educação, saúde entre outros temas. A audiência aconteceu ontem (14), por volta das 8:30, na Câmara de Vereadores de Goiatins. Os moradores de Goiatins tiveram a oportunidade de participar do evento aberto.



De acordo com o Promotor de Justiça Alzemiro Wilson Peres Freitas, as audiências públicas visam desencadeamento de medidas concretas por parte do MPE, além de buscar atender melhor a população, na luta pela prestação de serviço público eficiente e de qualidade. Temas como combate às drogas, conflitos fundiários, violência doméstica, perturbação do sossego público e atuação dos Conselhos Tutelares, entre outros, foram debatidos com a população.

A audiência teve como principal objetivo Conscientizar a população, Melhorar e buscar parceria entre os governos, legislativos, judiciário e comunidade

Segue a lista do principais assuntos abordados na audiência:




Promotor de justiça da Comarca de Goiatins, Dr. Alzemiro Wilson Peres Freitas.
Falou da importância das audiências Públicas e do combate as irregularidades da nossa região e como buscar as melhoras.

Prefeito Vinícius Donnover Gomes
Falou das dificuldades encontrada e na falta de parcerias e conscientização. 

Vice Prefeito Manoel Natalino
Falou da falta que está fazendo a casa lotérica há 80 dias.

Vereador Rubens Araújo
Falou da falta de conclusão nas obras em Goiatins, citando exemplo da Creche iniciada por duas vezes e não concluída até agora e também da construção do prédio do fórum.

Vereador de Campos Lindos, Edivan Bigodinho
Falou sobre questões de terras e desapropriações de pessoas que viveram a vida toda no mesmo lugar.

Comandante da Polícia Militar, Medeiros
Pediu que população se unisse no combate a violência e drogas fazendo as denúncias.

Presidente Regional do Naturatins Orleans Júnior
Pediu mais apoio da justiça para poder diminuir a caça predatória em Goiatins. 

Prof. e Presidente Regional do Sintet em Araguaína Jesulê Guida
Cobrou o cumprimento da lei e dos direitos dos professores como condições melhores para a educação citou ainda a LDB e os artigos 5º, 205 e 206 da Constituição Federal como base.
Professora Délcia

Pediu a regularização dos setores em Goiatins. 

Prof. Almecides
Cobrou esclarecimentos no repasse para educação, ou seja, transparência.

Joendel Andrade
Cobrou explicações sobre o Portal Transparência do Município.

Naiara Carvalho
Cobrou explicações sobre as construções das casas do Programa Minha Casa Minha Vida.

Antônio do Né
Falou sobre as dificuldades do produtor rural. 

Jucelino Guimarães
Cobrou explicação sobre a remoção de uma escola em sua região. 


(Com informações de José da Guia Maciel)